Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Pesquisar

 


VOLTEFACE - Alentejo Tinto Reserva 2009

Terça-feira, 01.10.13

 

O lançamento do vinho VolteFace - Alentejo Tinto Reserva 2009 - está para breve.



 VolteFace launch - Alentejo Red Reserva 2009 - will be soon.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 08:33

Módulo II. O Vinho Branco: Prensagem. The White Wine: Pressing

Quinta-feira, 19.09.13

in winelov3r.blogspot.com


Prensagem (Vinhos Brancos)

Logo a seguir ao desengace/esmagamento (operação comuns à vinificação de tintos e brancos), as uvas brancas seguem directamente para a prensa para o mosto ser separado das grainhas e películas.

 

Recordamos que, na vinificação de tintos, a prensagem só tem lugar após a fermentação! De facto, aquilo que se pretende de um vinho branco é diferente do que se pretende de um vinho tinto. Um vinho branco quer-se fresco, leve. A vinificação de brancos na presença das grainhas e películas tende a tornar o vinho pesado, áspero, grosseiro… De salientar, porém, que a maceração nos brancos é uma opção viável, apesar de incomum, e encontramos grandes vinhos elaborados segundo esta tecnologia (e.g., Anselmo Mendes Curtimenta, Vinho Verde) 

 



 

Pressing (White Wines)

Immediately after the destemming/crushing operations (common operations in red and white wines vinification), white crushed grapes run directly to the press for must separation from skins and seeds.

 

We must remember that, in red wines vinification,  pressing takes place only after fermentation! In fact, what we want in a white wine is different of what we want in a red wine. A white wine must be fresh, light. The vinification of white in the presence of seeds and skins (mainly in order of their tannins concentration) tends to make the wine heavy, rough ... It should be noted, however, that maceration in white wines vinification is a viable option, although uncommon, and there are great wines produced according to this technology (eg Anselmo Mendes Curtimenta, Vinho Verde, Portugal)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 11:52

Módulo II. O Vinho Tinto: Prensagem. The Red Wine: Pressing

Terça-feira, 10.09.13

Prensa Horizontal Pneumática | Horizontal Pneumatic Press

Prensagem

A prensa vai então “apertar” as massas, saindo ainda algum vinho nelas retido – vinho de prensa, geralmente de qualidade inferior que o vinho de lágrima – por uns orifícios de reduzido diâmetro onde grainhas e películas não conseguem passar. Imaginem, pois, um passador de cozinha gigante: se apertarem as uvas contra o passador, películas e grainha ficam retidos na malha da rede, passando o sumo pelos orifícios. É importante ter em conta que não se devem esmagar as grainhas, que têm no seu interior taninos excessivamente adstringentes.

 

Na figura acima está representada uma prensa horizontal pneumática, um tipo de prensa muito utilizada, que faz, por programação, prensagens suaves.

 

O que é que se passa nesta prensa? A prensa possui um cilindro perfurado, dentro do qual está uma câmara que se enche de ar. As massas ou uvas (caso dos brancos como veremos adiante) são apertadas por esta câmara contra a parede perfurada do cilindro, ficando os sólidos retidos dentro do cilindro e escorrendo o líquido para um tegão situado debaixo da prensa.



 

Pressing

The press will then "squeeze” the pomace, draining some retained wine by a reduced diameter holes where seeds and skins cannot pass. It is important to note that we must be careful no to crush the seeds, which has its own internal overly astringent tannins.

 

In the figure shown above we can see a horizontal pneumatic press, which is a very common type of press, that presses smoothly and automatically.

 

What's going on in this press? The press has a perforated cylinder, where we can find a chamber inside it that is filled with air in order to press the pomace (or grapes, in the case of white wine as we shall see later) against that perforated wall of the cylinder. The solids are then retained within the cylinder and the press wine (the liquid part) will be drained into a small tank located below the press.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 11:19

Módulo II. O Vinho Tinto: Desencuba. The Red Wine: Running Off

Terça-feira, 27.08.13

in jotoclave.com


Desencuba

Após fim da fermentação, ou seja, quando o açúcar das uvas foi transformado em álcool – passando o mosto a chamar-se vinho – é necessário separar o vinho das películas e das grainhas.

 

O vinho, ainda na parte inferior da cuba (no topo estão as massas devido à presença de dióxido de carbono que não as deixam descer, apesar da fermentação já ter terminado) é escorrido por baixo – sangrado, constituindo o vinho de lágrima – e as massas, que vêm então descendo à medida que o vinho é retirado, serão encaminhadas para a prensa.



Running Off

After the fermentation, ie, when the grapes sugar’s transformed into alcohol – turning must into wine - it is necessary to separate this wine from the skins and seeds (that formed the cap).

 

The wine, still in the vat bottom (pomace will be still at the top due to the presence of carbon dioxide) is then drained – flowing out of the fermentor by gravity – and then placed in another recipient. The pomace, which will coming down as the wine is removed, will be forwarded to the press.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 17:03

Volte-face também nas mentalidades

Segunda-feira, 19.08.13

 

Hoje fiz uma denúncia dirigida à Câmara Municipal de Almada, depois de ontem de manhã ter visto um sujeito, à entrada da Costa da Caparica, alegadamente numa zona de tenda de circo (talvez um tratador que pouco, pelos vistos, sabe tratar...), bater no focinho de um cavalo ruço e atirar-lhe água para o focinho, visivelmente irritado.

  

Que consigamos um volte-face no mundo dos vinhos, mas não só.

 

Aguardamos, com tristeza, que sejam tomadas medidas...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 12:14

Módulo II. O Vinho Tinto: Remontagem. The Red Wine: Pumping-Over.

Quarta-feira, 14.08.13

Remontagem. Pumping-over. In mistressofthevine.wordpress.com

 

Quando as uvas começam a fermentar, e devido à produção de dióxido de carbono, as películas e grainhas dos bagos, ainda que mais pesadas que o sumo de uva ou mosto, sobem, formando uma manta ao cimo da cuba, que “boia“ sobre o mosto.

 

Como nos vinhos tintos se quer cor – atribuída pelas antocianinas – estrutura, complexidade e longevidade – atribuído por compostos fenólicos entre os quais se encontram os taninos - e como todas essas moléculas estão concentradas sobretudo na película e grainha, faz-se o mosto passar regularmente por essa manta num processo que se chama remontagem.

 

Existem várias formas de remontagem, sendo talvez o mais vulgar a remontagem automática com recurso a uma bomba: o mosto sai por baixo da cuba e é conduzido até ao cimo da mesma, onde é aspergido por toda a superfície da manta, partindo-a e passando por ela, extraindo assim matéria corante, substâncias fenólicas e aromáticas. A fermentação de tintos deve ser feita a uma temperatura de 26-30ºC.



When the grapes begin the fermentation, and due to the production of carbon dioxide, the seeds and skins of the berries, although heavier than the must or grape juice, rise up, forming a cap at the top of the vat, which floats over the must.

 

As in red wines we want color - assigned by anthocyanins - structure, complexity and longevity - assigned by phenolic compounds including tannins – and knowing that all these molecules are mainly concentrated on skins and seeds, we pump red wine up from the bottom of the vat and splash it over the top of the fermenting must, breaking up the cap in a process named pumping over, thereby extracting the coloring, phenolic and aromatic compounds.

In red wines, the fermentation should occur at a temperature of 26-30° C.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 09:26

VolteFace Tinto Reserva 2009

Segunda-feira, 22.07.13

VOLTEFACE é um vinho tinto, alentejano, da colheita de 2009. A minha convicção de que teria a qualidade para ostentar o designativo de qualidade Reserva confirmou-se, ao obter a aprovação como tal pela CVRA. Na CVRA um vinho só é aprovado como Reserva se obter uma classificação superior a 70 pontos e a partir de 1 de Janeiro de 2015 terá de ter pelo menos 12 meses de estágio. VOLTEFACE teve 18 meses de estágio em barricas de carvalho francês de 225L. O engarrafamento está para breve! 

By the way... Esta imagem não é o rótulo, mas apenas um pormenor do contra-rótulo.



VOLTEFACE is a Alentejo 2009 red wine. My conviction that it's quality would deserve the quality designation of "Reserve" was confirmed by obtaining approval as such by the CVRA. CVRA only approve wine as Reserve when it obtains a rating higher than 70 points, and from January 1, 2015, an ageing of at least 12 months. VOLTEFACE aged 18 months  in 225L French oak barrels. The bottling is coming soon!
By the way ... This image is not the label, but only a detail of the back label.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 16:04

O Vinho Tinto: Fermentação Alcoolica.| The Red Wine: Alcoholic Fermentation

Segunda-feira, 22.07.13

Cubas em Inox | Stainless Steel Vats

Após esmagamento das uvas, estas são encaminhadas para uma cuba, que é um depósito de fermentação geralmente em aço inox. Aqui vão então fermentar, sendo prática comum e recomendada a aplicação de leveduras (para além daquelas que já vêem nas uvas).

 

 

A fermentação, nos vinhos tintos,  é feita com as películas e as grainhas das uvas – massas – num processo designado por maceração ou curtimenta.

 

Para além da maceração durante a fermentação – curtimenta – inerente à vinificação de tintos, pode-se ainda fazer maceração pré-fermentativa – deixar o mosto em contacto com as massas antes da fermentação – ou maceração pós-fermentativa – deixar o vinho em contacto com as massas após fermentação. Isto tem como objectivo a extracção do máximo de compostos da película e grainhas, nomeadamente compostos fenólicos, aromas e percursores aromáticos.



 

After crushing grapes, these are forwarded to a vat, usually a fermentation stainless steel vat. Here occurs the fermentation process, and the addition of yeasts is a common practice (although the grapes become from vineyards with indigenous yeasts).

 

The fermentation in red wines occurs in the presence of the grape skins and seeds - pomace - a process called maceration.

 

The pre-fermentation or after fermentation maceration – beyond the fermentation one - are common choices when the winemaker wants to extract the maximum phenolic compounds, aromas and aroma precursors from the skins and seeds.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 15:54

A última morada do vinho, antes do engarrafamento! Não posso esperar. | The last address of my wine, before the bottling! Can´t wait...

Terça-feira, 16.07.13

Aqui está ele. 5000L. Em certificação.


 


Here it is. 5000L. In certification process.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 14:03

VOLTEFACE é um vinho Alentejano | VOLTEFACE is an Alentejo wine

Terça-feira, 09.07.13

 


VolteFace é um vinho Alentejano.

VOLTE-FACE - Wines of Change já está inscrita na Comissão Vitivinícola Regional Alentejana - CVRA -, inscrição obrigatória para poder declarar legalmente um vinho alentejano como alentejano.

Este Alentejo da minha paixão.



 

VolteFace is an Alentejo wine.
Volte-Face - Wines of Change is already inscribed in the Alentejo Regional Wine Commission - CVRA - compulsory to be able to legally declare an Alentejo wine as an Alentejo one.

This Alentejo, my passion.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por volteface-winesofchange às 15:37


Comentários recentes






subscrever feeds